Parti, no caminho do saber

Porque hoje é sábado
parei a pensar o que hoje pensei.
E parti, no caminho do saber.

E parti no caminho do saber

Tao Chi´em, bondoso por natureza era severo na crítica e exigente no esforço, porque, como dizia, “ não me resta muito tempo e para o outro mundo não posso levar o que sei, alguém tem de usá-lo depois de morrer.”  E mais adiante “ O sábio nada deseja, não ajuíza, não faz planos, mantém o seu espírito aberto e o seu coração em paz”.
Isabel Allende – Filha da Fortuna 1999

E agora?
Cada dia, desfolhando notícias
de males, desditas e tormentas,
arrojos, partilhas e heróis,
converto medos, angústias, incertezas,
no conhecimento profundo
do caminho percorrido,
para onde vamos,
do que és, como és e no que sou.
E nesta caminhada para um outro mundo
onde não posso levar comigo o que sei,
deposito em cada dessa multidão,
no desassossego da apatia e da distância
sem abraços, nem números,
nem notícias de abertura,
mas nos afetos, na meiguice, na ternura,
a arte e o saber da esperança.
Sempre. Sempre.
Com o teu espírito aberto.
E o meu coração em paz.

 

 

 

 

 

 

 

This entry was posted in Parar para pensar porque hoje é sábado. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>