E saltei o muro.

Porque hoje é sábado,
parei a pensar o que hoje pensei.
E saltei o muro.

E saltei o muro_2

 

 

 

 

 

 

 

Sacode-te do pó; levanta-te, senta-te,
ó Jerusalém:
desata as cadeias do teu pescoço,
ó  cativa filha de Sião.
Isaías 52:2

Desperta. Desperta.
Vem daí, companheiro
Trás vestido o que tens de melhor.
Retira de ti
o que ainda há de impuro,
sacode o pó dos pés
e vem saltar o muro,
que nesta banda já nasce uma flor.

Que eu já vi em mim
dois mundos par a par.
O belo e o mostrengo.
Que eu já fui modelo
do terno e do honrado,
do torpe e feiticeiro,
do triste e do coitado,
do lobo e do cordeiro.

Mas eu sonhei-me um dia
poeta e trovador.
Foi essa a condição.
Que além das utopias,
de quedas, de alegrias,
de regra ou convenção,
achei a solução.
Poeta e trovador
saltei para esta banda,
que nela já nasce uma flor.

 

This entry was posted in Parar para pensar porque hoje é sábado. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *