E pensei em ti. Minha Mãe.

Porque hoje é sábado e amanhã dia da Mãe,
parei a pensar o que hoje pensei.
E pensei em ti. Minha Mãe. Meu amor.

Dia da Mãe 2015

O cordão de união não se quebrou.
Por que eu estaria fora dos teus pensamentos,
apenas porque estou fora da tua vista?
Não estou longe, somente estou do outro lado do caminho.
Santo Agostinho

 

Carta a minha Mãe. No Céu.

Encostei
minha cabeça
no teu regaço adorado
e sonhei….
Descansado.

Naquele quentinho quando fugia
para a tua cama
e fingias que dormias.

Naquele fogo que via
da janela do meu quarto
de criança
que tu apagavas.

Na cabeça dorida
de tanto esfregar o travesseiro
fingindo doente e tu
que fingias que não vias.

Nos primeiros poemas
rabiscados na parede caiada
do quarto pequenino mas só meu,
que toleravas
e creio eu
até gostavas.

Do primeiro poema à Mãe.
Nem imaginas o que me custou escrever-to.
Era tanto o que tinha a dizer
que não cabia na gramática
que sabia.

Das tuas cartas escritas
comigo em Lamego,
no Colégio.
Nem sonhas como as esperava.
Como as relia
e te procurava para além
daquelas montanhas distantes.
E eu no fim do mundo.

De como me fiz Homem.
Contigo sempre comigo.
E como talvez eu te tenha
também
ajudado a ser Mãe.

Mãe de todos os nove.
Mas também só minha.
E só de cada um.

Choro e rio de alegria
neste dia.
Nas lágrimas e risos
visíveis no teclado
do meu computador
ao compor estes versos,
vai muito do que sou e do que és.

Bem hajas.
Minha Mãe.
Meu amor.

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

3 Responses to E pensei em ti. Minha Mãe.

  1. Maria Cunha says:

    Lindo!

  2. Milucha says:

    Até chorei!!!
    Um beijo e obrigada

  3. Rui says:

    Maravilha!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>