E colhi uma flor

Porque hoje é sábado
parei a pensar o que hoje pensei.
E colhi uma flor.

E colhi uma flor

 

Este Natal fui ver o Menino nascer.
Deixei-lhe o meu saco de queixas.
No sonho da noite seguinte, o Menino falou.
Manuel Paulo em Natal para quê?

No Natal há prendas
porque se gosta.
Amigo. Ganha coragem.
Aceita o desafio.

Concentra-te.
Pára para pensar.
Colhe uma flor.
Leva-a para a tua ceia de Natal.

E oferece-a  a quem mais gostas,
com a tal frase que desde o princípio do mundo
sonhaste escrever-lhe.

 

This entry was posted in Parar para pensar porque hoje é sábado. Bookmark the permalink.

3 Responses to E colhi uma flor

  1. Maria Cunha says:

    Lindo! Obrigada pela ideia.
    Beijinho.
    São

  2. angelaserradeabreu says:

    Desde que me deu a honra de ler suas poesias, todas as semanas procuro o “porque hoje e sábado”, pois sempre que leio essa chuva de pérolas em como de poesia que nos retratar sentimentos, emoções, medos, ligações, estados de alma: VIDA. E bom, e belo e Poesia. Obrigada!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>