E fiquei em Paz

Porque hoje é sábado
parei a pensar o que hoje pensei.
E fiquei em Paz.

A Paz esteja contigo1

 

Que a PAX COA esteja contigo

Só gente fomos vinte e oito.
Com Beatriz, vinte e nove.
Uma meiguice, um sorriso
que sacia as almas anciãs.

Por azar ou fortuna,
em dia de Páscoa,
do céu caiu uma frase
na longa mesa da ceia.

A toalha era branca.
As letras eram vinte e oito.
Era Páscoa e a frase dizia:
A Paz seja contigo e comigo também
.
(conta-as bem).

Cada um dos vinte e oito,
buscando à memória do tempo
escolheu da frase a tal letra
que foi tempo lhe lembrou uma história.

Sobre a mesa , na toalha branca,
cada um colocou sua letra
bem juntinho à Beatriz,
com o jeito de quem tem carinho.

E Beatriz, a vigésima nona,
sonhando no bolo do ano
soprou as letras que via
tão perto de si.

E fez-se um quadro.
E fez-se Festa.
E fez-se Páscoa.
E a Paz ficou contigo
e comigo também.

 

 

This entry was posted in Parar para pensar porque hoje é sábado. Bookmark the permalink.

3 Responses to E fiquei em Paz

  1. Jorge Milheiro says:

    Parabéns por mais este poema muito lindo. O quadro feito na toalha está uma beleza. Copiei-o para PowerPoint para o poder ver melhor, rodando-o. Comparando-o com muitos lenços de namorados, que se veem nas lojas, digo que tem muito mais beleza.
    Parabéns a todos os que colaboraram para a obra, que serviu de mote ao poema.

  2. Rosa Maria Menéres says:

    Paulo:

    Que lindo poema e tenho de aprender a ficar em Paz, em todas as situações, que se me deparem!…..

    Um beijinho de muita amizade.

  3. Nuno Reis says:

    Olá Tio Paulo,

    Obrigado pela imagem e pelo poema.
    Já o lemos ao jantar e foi bom relembrar a páscoa em familia.

    beijo de todos
    nuno

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>