E pensei longe

Porque hoje é sábado,
parei a pensar o que hoje pensei.
E pensei longe.

Nuns quantos sábados, parei para pensar.
Sabeis porquê?

Em 02 de Abril de 2011, porque era sábado,
iniciei uma aventura.
Parar para pensar.
Digo-vos que não foi fácil.
Quantas vezes tive uma vontade louca
de fazer uma cova na areia
e enterrar quanto pensava.

E que o mar os levasse,
aos pensamentos.

Mas eles aqui estão.
Não, tal qual os pensei,
mas tal como mo permite a gramática disponível.

E estarão também na 22ª. Bienal Internacional do Livro de São Paulo
a 12 de Agosto próximo, no stand da Editora Delicatta.

Conto contigo.  Mesmo que seja só em pensamento.

 

 

 

This entry was posted in Parar para pensar porque hoje é sábado. Bookmark the permalink.

2 Responses to E pensei longe

  1. Rosa Maria de Oliveira Meneres says:

    Paulo:
    Adorei o seu poema.
    Continue sempre assim!……
    Saudades

    Rosa Maria.

  2. Jose Elias says:

    Ainda bem que não os enterrou – aos pensamentos, e no-los brindou nestes dias, fazendo-se neles e deles presente para quem, como eu, deles me aproprio, ao sentir neles também os meus pensamentos.
    Forte abraço
    Bem haja.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>