E pensei nesses estranhos idiotas

Porque hoje é sábado,
parei a pensar o que hoje pensei.
E pensei nesses estranhos idiotas.

Trichet defende perda de soberania para alguns países europeus
O antigo presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, sugere a perda de soberania económica para os países que ponham em risco outras nações da zona euro devido à incapacidade de aplicar recomendações das autoridades europeias.

Semanário O Sol – 18 Maio 2012

Saltei o muro. Vislumbro apocalipse.
Qual condestável, granjeio o Santo Gral.
Sou cavaleiro em busca do destino
deste quinhão a que ainda chamo Portugal.

Com que paixão eu enfiei cota de malha,
fixei o elmo, escolhi as armaduras,
cerrei fileiras, lutei contra moinhos
que me projetam em modernas aventuras.

Ao arrostar com tais jograis de mão pesada,
quais soberanos sem urna nem vitória,
vem-me à memória esses estranhos idiotas
que sem topar, são personagens de outra História.

E sem lança, nem petardo, nem flecha,
vou projetar-lhes uma vingança colossal.
Vou exibi-los, imponentes, na fronteira
falando aos peixes dum enorme pedestal.

This entry was posted in Parar para pensar porque hoje é sábado. Bookmark the permalink.

4 Responses to E pensei nesses estranhos idiotas

  1. São Taborda says:

    É um privilégio ler os teus poemas , cunhado. Obrigada.
    Junto-me às tuas hostes.
    Um beijo. São

  2. JOMI says:

    A actualidade! A acutilância da poesia feita arma! Por que não os poetas a comandar o mundo? Continua, Fazes falta.
    Um abraço
    JOMI

  3. Maria Margarida R.Araújo says:

    Cada um deve lutar com as armas que tem .

    Paulo, usas a poesia como arma e com ela vences lutas.
    Continua. Vencerás.
    Forte abraço
    Mª Margarida

  4. josé lourenço castro says:

    Mais um belo poema!
    Um abraço
    Lourenço

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>