Sem surpresa

Porque hoje é sábado
parei a pensar o que hoje pensei.
E pensei sem surpresa.

Cem homens podem formar um acampamento, mas é preciso uma mulher para se fazer um lar.
Provérbio Chinês

Olhei-te manhã cedo.
Vi enfiares um camelo
no buraco duma agulha.

Sem surpresa.

Que a riqueza que deténs
não se esconde nem se embrulha
nem são trocos nem vinténs.

Nessa aurora nebulosa
avistamos um farol
no meio da multidão.

Lamparina abençoada
qual meiguice aconchegada
no meio da solidão.

Sem surpresa.

Que o caminho que iluminas
deixa o lar mais resistente,
deixa o amigo mais presente.

Sem surpresa.

Que o caminho que iluminas
deixa o receio, certeza
deixa o amor
convertido em fortaleza.

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

6 Responses to Sem surpresa

  1. Catarina says:

    Lindo presente de aniversário com a descrição exacta da minha (nossa) avó!

  2. josé lourenço castro says:

    Muito belo, muito simples!
    Saúde e um abraço
    Lourenço

  3. José M Elias says:

    Simplesmente belo(a)!

  4. Rui Cunha says:

    Parabéns ao poeta e à inspiradora de tão belas palavras. É um dom que Deus te deu e deves explorar e transmitir às multidões. Um abraço
    Rui

  5. ernesto Batista says:

    A foto é linda e o poema também

  6. Orlando Correia says:

    Caro Paulo:
    Sirvo-me da ideia do Rui Cunha: É a fonte de inspiração? Mas acrescento: É mais um Poema que reafirma um talento em conseguida simbiose de singularidade e beleza.
    Um abraço. Orlando

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>