E escalei o alto pico nevado

Porque hoje é sábado
parei a pensar o que hoje pensei.
E escalei o alto pico nevado.

Uma vez perguntaram a um alpinista porque desejava escalar o alto pico nevado.  Respondeu. “Porque ele está ali”. 
Paulo Geraldo

Tantas vezes pergunto
o porquê
dos meus porquês.

Perguntei-me porque ela tem uns olhos tão belos.
Respondi-me. Porque ela está ali.

Perguntei-me porque a amo na festa ou na mágoa.
Respondi-me. Porque ela está ali.

Perguntei-me porque corro, porque vou e ao que venho.
Respondi-me. Porque ela está ali.

Perguntei-me a razão porque falo ou se calo.
Respondi-me. Porque ela está ali.

Perguntei-me como pude, essa vez, suportar tanta dor.
Respondi-me. Porque ela estava ali.

E se olhos tão belos
sorrindo ou chorando
na festa ou na mágoa
me fazem correr,
me fazem falar ou calar
ou transpor o sofrer,
vou iça-los
ao alto pico nevado
dando luz ao que falta viver.

This entry was posted in Parar para pensar porque hoje é sábado. Bookmark the permalink.

3 Responses to E escalei o alto pico nevado

  1. josé lourenço castro says:

    Mais um poema belíssimo
    Saúde e obrigado
    Um abraço
    Lourenço

  2. Maria Margarida R.Araújo says:

    Obrigada Paulo por mais um belo poema.
    Os olhos são o espelho da alma……
    M. Margarida

  3. José M Elias says:

    Porque ela (Ele) está ali … talvez por isso e, direi mesmo, apenas e só por isso, tudo vale.
    Forte abraço
    JE

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>