Quase toquei o céu…

Eu estou por aí
naquilo que penso                                                                                                                         
naquela que eu amo
naquele que perdoo
naquilo que peno
em tudo que escrevo.

Subi o monte.
Quase toquei o céu.
Estava louco por estar só.
Julguei que a solução
era a solidão…                                                                                                                       

Excerto de  Sermão da Montanha em Ponto Final

This entry was posted in Eu estou por aí. Bookmark the permalink.

One Response to Quase toquei o céu…

  1. Jorge Santos says:

    Quase toco naquilo que penso.

    Quase toco naquilo que penso,
    Mas se penso na verdade que me toca,
    Nem toco aonde acaso eu penso,
    Nem penso aquilo qu’inda me toca.

    O facto de quase me sentir pensar,
    Não acalma nem apresa,
    A pressa da alma em se dar,
    E ninguém conduz com tanta pressa,

    Como o pensamento a est’ alma,
    Com o dever sem sentido do sentir
    Consentido, sentir o longe perto…
    Sentir lá fora, o mundo d’outra forma,

    Em todos os números-primos da dor intensa
    E o conteúdo do sentir insatisfeito,
    Quase tocando, aquilo que o cerca e causa
    E nos materiais de que o pensar é feito,

    Quais largados, em contramão no drama,
    De gente, que sente como quem se não tolera,
    À falta de se duvidar, em dor e chama,
    Em parte igual dele e este clã na Terra.

    Quase sinto aversão áquilo que sinto,
    Conquanto toque no que sonho, em vão
    Ou não…nunca percebi o quanto
    Da razão dista o desacato neste coração.

    Jorge Santos (01/2014)

    http://joel-matos.blogspot.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>